Uma boa prática de promoção da saúde e prevenção das demências e fragilidade no concelho de Ponte da Barca
PDF

Palavras-chave

Demência
Fragilidade
Boa Prática
Sinergias

Como Citar

Brito, L., Alves, O., Pinheiro, S., Barreiro, M., Ferreira, C., Rodrigues, A., … Graça Pereira, M. (2023). Uma boa prática de promoção da saúde e prevenção das demências e fragilidade no concelho de Ponte da Barca. RIAGE - Revista Ibero-Americana De Gerontologia, 3, 52–65. https://doi.org/10.61415/riage.42

Resumo

O Gabinete de Investigação, Informação e Apoio ao Cuidador e Pessoa com Demência e Fragilidade (GIIAC) insere-se no Plano IADem (Plano de Investigação e Ação nas Demências) resultante do Acordo de Cooperação e Parceria entre: Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca, Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE – Unidade de Cuidados na Comunidade de Ponte da Barca e Centro de Investigação em Psicologia - Universidade do Minho, baseado na Portaria n.º 194/2014, de 30-09 e despacho n.º 5988/2018, de 19-06. O GIIAC destina-se à pessoa com/suspeita de patologia neurológica/fragilidade e cuidadores (in)formais, visa identificar precocemente e avaliar continuamente, através do diagnóstico atempado, acesso a tratamentos farmacológicos/não-farmacológicos e integração entre CSP e cuidados hospitalares. Até à data intervimos com 800 idosos crónico-dependentes em visita domiciliária, 250 utentes em ERPI e 600 cuidadores (in)formais em ações de capacitação/autocuidado, permitindo diagnóstico integral e planeamento de cuidados.

https://doi.org/10.61415/riage.42
PDF